Não adicione Deus à sua vida

 blog 20.jpg

Não adicione Deus à sua vida

Há pessoas que não creem na existência de Deus.

Há pessoas que creem que Deus existe, mas não tem qualquer tipo de compromisso com ele.

Há outros que creem nEle e que o acrescentaram às suas vidas.

E há outros que vivem por Deus e para Deus, onde ele é o centro, onde ele é tudo – eu quero estar aqui.

Sabe o que considero maravilhoso? Que nada disso altera, diminui, acrescenta ou muda quem é Deus. Ele é o que é independente de acreditarmos ou não. Ele mesmo disse: “Eu Sou o que Sou” (Êxodo 3:14).

Tem outra coisa ainda mais sublime: Seu amor por nós que independe de nosso posicionamento em relação a Ele. Se cremos ou não, Ele nos ama; se o obedecemos ou não, Ele nos ama; se o amamos ou não, Ele continua nos amando. E se alguém dedicar a vida inteiramente a Ele, só estará devolvendo algo que já é dEle, ou seja, não estará fazendo nada.

Voltando ao âmago da questão… Achamos que o fato de adicionarmos Deus às nossas vidas já prontas, esquematizadas, que estamos fazendo muita coisa. Grande engano! Adicionamos Deus como adicionamos a academia, o futebol, o emprego, a faculdade, o lazer e tantas outras coisas. Deus passa a ser uma das prioridades de nossas vidas, que só para constar, foi Ele que nos deu.

Temos o hábito de dividir nosso cotidiano em caixinhas: Deus, família, trabalho, diversão, amigos… Achando com isso que há momento para tudo (em outro sentido, sim), inclusive para Deus em nossas vidas, como se a hora dEle fosse marcada. Pensamos assim: a hora de Deus é a hora em que estou na igreja, ou cantando louvores, ou de joelhos dobrados, ou lendo a Bíblia, ou na hora do sufoco quando clamo a Ele.

Como podemos dizer ao Criador do próprio tempo e das nossas vidas que Ele está limitado a apenas uma fração desse tempo? É como dizer ao dono de uma casa, a alguém que comprou um terreno, projetou a construção, ergueu cada bloco, fez todo o acabamento, colocou toda a mobília, tudo sozinho, e no final, ele, o dono da obra, só pode entrar em dois dos dez cômodos da casa. Parece injusto, não é? É exatamente isso que estamos fazendo com Deus.

Nosso Deus é aquele que proporciona absolutamente tudo às nossas vidas e nós queremos deixar Ele numa caixa onde só abrimos quando achamos necessário ou quando precisamos do Seu socorro.

Dessa forma, torno a repetir: não adicione Deus à sua vida! Ele não deve ser apenas uma parte de sua vida, mas seu tudo. Ele é o centro, Ele está dentro, entre, acima, abaixo, nas coisas pequenas e nas grandes, em nós e no universo. Deus não deve ser uma de nossas prioridades, mas o ambiente em que todas as outras coisas acontecem.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s